quinta-feira, 19 de outubro de 2017

A morte vai sair à rua em protesto no próximo sabado


Teimos atão uma manif na covilhã patrocinada pela extreima direita, o CDS PP e o PSD, que mais não visa que o aproveitameinto politico da morte.

Atão esta geintalha não devia apontar o deido aos incendiários, aos negligeintes e até a uma acção concertada no conteixto da guerra política instalada? 

Dever, deviam, mas não era meisma coisa, e vai daí organizam uma manif disfarçada de fenix renascida, mas que lá no fundo se traduz num movimeinto orquestrado, cinzeinto contra o governo do PS e a geringonça. Tiudo instrumentalizado peilos meismos do costiume. 
 Tenham vergonha seus fascistas porque a utilização deiste estratageima com o uso ilícito dos mortos orienta-se para fins que não passam necessariameinte pelo respeito das vítimas. Isto é quasi tão criminoso como a omissão em desveindar o que realmeinte istá na origem dos incêindios em Portugal e conduziu a esta incomeinsurável ruína.

E se ainda istais vivos, teinde juízo e assumi diuma veiz por todas eisse direito, que é ao fim e ao cabo, o de quereir viver num país digno, sem ultrajes a defuntos . 

Ide mazé plantar arvores seus idiotas!

quarta-feira, 18 de outubro de 2017

o povo como Salomão, reconhecerá quem disputa sem rasgar...



Fizemos uma pergunta! Perante o conhecimento de tantos agentes especialistas na matéria, obtivemos contributos primários. Desconhecerão o princípio básico da presunção de inocência até condenação? Concorde-se ou não, perante a condenação efectiva, acaba a acusação e passa haver condenado. Desconhecerão tal? Que dirá o jurista Pinto, Mesquita e Pereira? Não…não desconhecem…
Enfim, o maniqueísmo habitual. 
Legitimo, naturalmente, ao nível do pensamento filosófico.
Ilegítimo, na pretensa práxis, de promover diabos, recriando deuses mórbidos. A praxis dos parasitas amesquinhados do lodeiro.
Não nos preocupa, nem nos tolda o pensamento, a condição de optar entre duas raposas. Procuramos ver as doninhas, insectos e outros vermes, que rondam a presa. Sem pudor, consideram-se alimentados com os despojos alheios. Não almejam a dignidade de raposa, cobiçam a desgraça! Quando expostos e descobertos nunca deixarão de ser isso mesmo, amesquinhados agentes da ignomínia e opróbrio.
"OPRÓBRIO", in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2013, https://www.priberam.pt/dlpo/OPR%C3%93BRIO [consultado em 18-10-2017].IO", in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2013, https://www.priberam.pt/dlpo/OPR%C3%93BRIO [consultado em 18-10-2017].

opróbrio

"OPRÓBRIO", in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2013, https://www.priberam.pt/dlpo/OPR%C3%93BRIO [consultado em 18-10-2017].
Quantas vezes o anterior presidente tomou posse acusado? Qual a honestidade intelectual dos obreiros do caos?
Em qualquer circunstância este espaço, tomou partido. Não é essa a missão dos diálogos de consciência. Centramo-nos na interrogação. Uma boa pergunta, incomoda muito mais do que uma resposta inconsciente, tornada maliciosa.
De rotos e nus, pouco sabemos. A dignidade dá-nos o direito de querer todos devidamente trajados, perante a evidência da calça curta vulgarizada.
Não terminamos, ainda, a nossa reflexão sobre o 1/10 e disso partilharemos. Uma coisa é certa, o povo não é estúpido! E tão expressiva maioria!? Representa directa e indirectamente uma vontade popular, que merece respeito e significado para vencedores e vencidos.
Por ora o bom senso recomenda, que não molestem mais a Covilhã, o povo como Salomão, reconhecerá quem a disputa sem rasgar.

Cristas a húmida

Eheheheheh

segunda-feira, 2 de outubro de 2017

um cenário lamentavelmente triste e avassalador...


Tal como havíamos dito, muito cedo estávamos na barragem para resgatar o náufrago.
Encontramos um cenário lamentavelmente triste e avassalador. O náufrago, revoltado, tinha emergido e consagrava, o entulho de uma campanha eleitoral, abandonado e ali despojado, por todos aqueles que manifestaram verdadeiro repúdio pela simbologia implícita.
Ainda ensaiamos a manobra de resgate!.. Contudo, o espírito maligno e desejo de ser salvo pelo demónio de quem prefere a sua justiça, logrou a nossa intenção…
O homem manifestou intenção de sucumbir entre os destroços e partir para o seu inferno, sem arrependimento e absorto nos seus pesadelos.
Abandonamos o local, sem que antes lhe tenhamos deixado uma bóia… símbolo da boa vontade e desejo para todos aqueles que preferirem salvar-se e não sigam o exemplo do líder de seita. Um triste fim, nunca aceitável, o suicídio colectivo no finar da seita.

domingo, 1 de outubro de 2017

O Papa e o Titanic no pelourinho

De novo, a dimensão trágica e o simbolismo de um afundamento que se antevê em 1 de Outubro, e logo com a benção da Santa Madre Igreja.
O Papa Francisco não dorme. Deo Gratias

sexta-feira, 29 de setembro de 2017

o voto útil…não ao passado trasvestido “de novo”



O voto útil é por definição uma manifestação democrática. Evitar acontecer o mal maior em democracia!
Uma participação ativa na decisão democrática. Não votar, beneficia o que não queremos! Dizia um velho slogan, “não votar é votar no que não queremos”. O voto útil é útil para evitar desgraças.
Isto porquê? Porque a nossa razão e consciência raramente se engana. O que não queremos está organizado!... em seitas, no móbil que nos impede de ficar de consciência tranquila.
Por isso, vamos votar…temos de votar, mais do que um direito é uma obrigação!!!
Pela nossa parte, minha e da minha consciência, votaremos útil. Evitar a eleição do vereador “de novo”. Todos são opção acertada, menos a eleição do vereador “de novo”.
Votamos útil, porque a sua eleição para vereador, representaria:
Admitir no seio da governação, condenados ressabiados, gente que não olha a meios, gente que apenas se interessa pelo ódio ao outro, pela quezília, pela intriga, gente que em nome de um passado, opta pelo desencontro com o futuro a que temos direito!

Aceitar a vergonha do espúrio e humilhação colectiva!
Votar util? é banir o cheiro putrefacto do passado... é contribuir para o futuro,sentir o seu cheiro floral e o desafio que é nosso e não dependa do pesadelo de ninguém!
Nota final: Denunciamos, sempre com a justificação e demonstração da nossa convicção. Nunca citamos o nome do cafequiano candidato. Desejamos nunca mais, sentirmos necessidade ou obrigados a discutir com a nossa consciência, comentar ou denunciar, manobra idêntica, de assalto á Covilhã e aos covilhanenses.
A ele e a todos que estiveram nas nossas atenções, desejamos que um Deus, seja ele qual for, os ajude a encontrar e acreditar num tempo de paz e serenidade democrática a que temos direito... iniciado com o seu afastamento! Apesar de tudo, não damos por mal empregue os quatro anos passados, demos passos para que os covilhanenses se encontrassem. Desmascarou-se o passado e a opinião passou a ser consagrada, ouvida ou não!...valeu a pena iniciar o caminho.
Segunda feira?! cá estaremos! Temos um compromisso na barragem… um náufrago aguarda por nós…

prontus...segunda feira é dia de escolinha...

Não poderíamos encerrar este período eleitoral, sem homenagear aqueles que aproveitaram o bissexto período de férias extraordinárias. As chamadas férias de outono, que o calendário laboral permite. Longe vão os tempos, que poderiam ser considerados improdutivos.
È verdade, não tiveram importância nenhuma! Mas têm direito!
Por emprestarem a cara, terem participado em ajuntamentos, festas, debates, fotografias, operadores de perfis falsos, deram alma aos ranchos, apresentaram cumprimentos a quem neles nunca votará…etc, merecem ser recordados. São vários os exemplos que comprovam o descanso merecido até 2ª. Foram sempre os mesmos!
Mas! segunda é dia de escolinha, as contas para pagar são as mesmas, as ferias e a festa não alteram nada. O mundo real está ai!!!...e há que continuar!
A tristeza para muitos será uma certeza…sendo certo que, para muitos, acaba por ser mais importante, o resultado do Porto-Sporting. O sporting pode alcançar o primeiro, o porto pode ficar a oito pontos do benfica, etc…uma coisa é certa, o benfica depois dos 5-0, nunca alcançará o primeiro lugar!
Na pessoa do mais tonto adepto das claques, queremos destacar a dor e desânimo do Humberto do Fundão, nem o Benfica ficará á frente, nem a seita terá qualquer importância. Segunda será um dia de desilusão profunda!
Bem haja a todos, por terem alegrado a nossa net, as vilas, aldeias e o nosso concelho. Foram claques bem festivas. Não disseram nada, nem para nada contam, mas ficaram rotos!!!  E merecem agora descanso…vão trabalhar!...

ATENÇÃO!! o pof.cabé canta a desgarrada do Artur Anselmo no pelourinho...



via GIPHY

Recorre ao telemóvel e tudo, para ter a certeza do histórico...
A ridícula lavagem da bacorada que fez nesta campanha , desde 2013, quando foi empurrado para fora do município... “quem canta seu mal espanta”... uma "multidão" acompanha-o e batem palminhas e tudo...
Se não fosse triste ...até que nos gargalhávamos....
Um triste, será sempre um triste, mesmo a cantarolar..